O contato com germes, segundo um estudo divulgado no Reino Unido, pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico das crianças. Consequentemente, o “isolamento” delas dentro de ambientes extremamente limpos pode fazer o contrário com a saúde, ou seja, deixar seu sistema imunológico enfraquecido.

Nós, mulheres, desde a gravidez temos a tendência a pensar que quanto mais limpo e “desinfectado” um ambiente estiver, melhor para a nossa saúde e de nossas crianças.

Quando vai chegando a hora do bebê nascer parece que vai dando uma vontade de limpar a casa toda! rs É álcool e desinfetante para todo lado, principalmente o quartinho do bebê. Contato com germes nem pensar!

E na maternidade então? Mães de primeira viagem certamente passaram pela situação de pedir para cada visita que chegava quase tomar um banho de álcool gel antes de pegar o recém-nascido. rs

Porém, o que esse estudo nos mostra é que de acordo com Mel Greaves, do renomado Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londres, o sistema imunológico pode se tornar canceroso se não tiver contato com uma quantidade razoável de micróbios e germes no início da vida.

A falta de exposição a micróbios e germes no primeiro ano de vida acaba não ensinando ao sistema imunológico como lidar corretamente com algumas ameaças. Isso “prepara o terreno” para que uma infecção surgida durante a infância cause um mau funcionamento do sistema imunológico e permita o surgimento da leucemia.

A leucemia linfoblástica (ou linfoide) aguda afeta cerca de 300 mil crianças por ano no mundo todo, segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, que faz parte da Organização Mundial da Saúde (OMS) e coordena pesquisas sobre causas de câncer.

O pesquisador chega a defender a ideia de que talvez seja possível prevenir a ocorrência da leucemia linfoblástica aguda expondo crianças a algumas bactérias. Imaginem só!

Outros dados interessantes levantados foram que a leucemia infantil é mais comum em sociedades mais desenvolvidas e ricas, o que sugere uma relação entre a doença e um estilo moderno de vida, mais estruturado, mais “limpo”. E que fios de alta tensão, ondas eletromagnéticas e produtos químicos, poderiam estar ligados à ocorrência desse tipo de câncer.

De acordo com os estudiosos, até hoje, tratamos os germes como “bandidos”. Apenas recentemente passamos a reconhecer seu papel importante para a nossa saúde e bem-estar e isso está revolucionando a compreensão de inúmeras doenças – desde simples alergias até o mal de Parkinson, passando por depressão e, agora, leucemia.

 

Mas mamães, lembramos que esse artigo trazido tem apenas a função de nos dar um outro “olhar” sobre a forma que estamos cuidando de nossas crianças, o pediatra deve SEMPRE ser consultado!

 

FONTE: BBC